Sobre o som velho, moderno, o que arrepia e o assim assim bem como os outros todos

Já aqui se falou da banda sonora do "Alice in Wonderland" do Tim Burton.

Então agora vejam lá se se recordam disto:

 

 

E eu ainda sou do tempo em que passava esta versão e não a portuguesa...

publicado por Matovsky às 17:39 | link do post

Na noite de ontem colocou-se uma questão deveras importante: a super avozinha era em desenhos animados ou não?

 

O genérico era em desenhos animados:

 

A série propriamente dita, nem por isso:

 

Não consegui arranjar nenhum video com as antenas da avozinha, mas aqui fica a musica final:

publicado por Matovsky às 20:44 | link do post

Já não se pode inventar nada?

 

 

publicado por sapo às 23:14 | link do post
música: A barata diz q tem

Não, não é o video dos tribalistas "Velha infancia"! Ao ver o video do Vitinho e as sugestões de tags da Nessa, veio-me à memória isto:

 

Dartacão

 

 

Era uma vez o Espaço (este já aqui foi postado pelo Mugas)

 

Les Mystérieuses cités d'or

 

Tom Sawyer

 

D'artagan

 

Tsubasa

 

 

publicado por Matovsky às 00:19 | link do post

Há pois é, é o Verão azul:

 

Mas eles andam nai

 

publicado por Pata às 00:48 | link do post

Ouvi aí há uns tempos a versão desta musica cantada pelos The Gift na Antena 3, e fez me recordar uns tempos antigos, se bem que eu era mais o era uma vez a vida, mas esta musica cantada pelo Paulo de Carvalho merece aqui lugar de destaque.

 

 

publicado por Moreira às 22:39 | link do post
música: Era uma vez o espaço, Paulo Carvalho
tags:

 

Ainda se lembram?

Nunca me esquecerei daquele cavalo branco no quarto e ficar a dar voltas e voltas na minha cabeça à procura de uma explicação plausível. Era preciso encontrar as peças do puzzle que escapavam. Às tantas, depois de cada episódio, começar, muito lentamente e sem insistência, a desistir da ideia que aquilo era para perceber. E deixar-me ir...ficar simplesmente absorto no ecrán e ser conduzido pelas imagens surreais daquele conto bizarro. Tinha receio, mas, ao mesmo tempo, fascínio em passar aquela placa «Welcome to Twin Peaks». Sabia que dali para a frente tudo podia acontecer. Era um duplo prazer: entrava numa zona proibida e, simultaneamente, ficava acordado até mais tarde. Esperar cada semana por esta série - salvo erro dava à quinta à noite na RTP1 - era sempre um acontecimento. Depois a lenga-lenga do costume, pedir aos pais "só mais um bocadinho". São estas as sensações e impressões que tenho do Twin Peaks. Muito boas, por sinal.

publicado por JC às 02:02 | link do post
música: Twin Peaks - OST
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31
comentários recentes
Para aqueles que não sabem.Os Petrus Castrus vão s...
[Error: Irreparable invalid markup ('<p [...] &...
FRUSCIANTEEEEEEEEEE... Sim sem duvida um grande no...
Então aqui deixo mais uma banda de Bristol, que te...
E eu, sem nunca lá ter estado, mas pelas bandas qu...
Saudades de Bristol...
http://www.youtube.com/watch?v=dXMQFhhATWM (http:/...
Estou fã!
God shave the Queen!!!
Gosto mais desta versão.
Posts mais comentados